A APM Terminals inaugurou em Lazaro Cardenas, no México, o terminal de contentores mais moderno da América Latina.

APM Lazaro Cardenas

A inauguração oficial do segundo terminal da APM no México (o primeiro foi o APM Terminal Yucatan) aconteceu esta semana, com a presença do Presidente do México, Enrique Peña, e do primeiro-ministro da Dinamarca, Lars Lokke, mas as operações iniciaram-se a 27 Fevereiro, com a escala do Maersk Salalah, porta contentores de 9 600 TEU de capacidade.

Nesta primeira fase do projecto, o APM Terminals Lazaro Cardenas abrange 49 hectares, com um cais de 750 metros e fundos de -16,5 metros, suficiente para acomodar navios de contentores de última geração. Este terminal de águas profundas da Costa do Pacífico tem uma capacidade de movimentação anual de 1,2 milhões de TEU.

Com todas as fases de expansão concluídas, em 2030, e com um investimento total de 900 milhões de dólares (844 milhões de euros), o terminal terá uma capacidade anual de mais de quatro milhões de TEU.

O terminal está equipado com cinco vias férreas intermodais e oferece serviços automatizados de entrada com cinco guindastes ship-to-shore. Trata-se, segundo a APM, do terminal de contentores tecnologicamente mais avançado da América Latina e irá melhorar a eficiência operacional por contentor em 20%.

“A tecnologia neste terminal trará maior previsibilidade e eficiência à companhias de navegação nossas clientes, ao mesmo tempo que garantirá os mais altos níveis de segurança para os nossos funcionários e parceiros da cadeia de abastecimento”, disse, na inauguração, o director-geral da APM Terminals no México, José Rueda.

O porto Lazaro Cardenas é o segundo mais movimentado no México, com 1,1 milhões de TEU em 2016. 90% dos tráfegos da Costa do Pacífico do México passa por Lazaro Cardenas ou Manzanillo (360 quilómetros a Norte).

O México movimentou 5,66 milhões de TEU no ano passado, apenas atrás do Brasil e do Panamá em termos de volume de tráfego de contentores portuários na América Latina.

 

Comments are closed.