A APM Terminals tem planos para investir 360 milhões de euros para expandir o negócio em Espanha e só aguarda pela autorização do Grupo TCB pelas autoridades competentes.

Porto de Barcelona - TCB

O vice-presidente para os investimentos portuários da APM Terminals, Joe Nicklaus Nielsen, afirmou, em declarações ao “ICNreport”, que, uma vez concluída a compra da Grupo TCB, a companhia “avaliará com mais atenção os negócios em Barcelona e Valência para definir a melhor maneira de aumentar os volumes e a rentabilidade dos terminais nestes portos”.

A aquisição da empresa catalã apresenta múltiplas oportunidades, segundos os responsáveis pelo grupo APM Moller-Maersk.

A compra do Grupo TCB, anunciada em Setembro de 2015, deverá estar concluída, segundo as previsões do grupo dinamarquês, ainda no primeiro quadrimestre de 2016.

A aquisição do Grupo TCB engloba 11 terminais. Seis em Espanha, nos portos de Barcelona, Valencia, Gijón, Castellón, Santa Cruz de Tenerife e Gran Canaria, e cinco na Turquia, México, Colômbia, Brasil e Guatemala (este último ainda em construção). A capacidade total é de 4,3 milhões de TEU e o volume anual movimentado ronda os 3,5 milhões de contentores.

Com este negócio, eleva-se para 74 o total de terminais da APM Terminals, em 40 países dos cinco continentes. Até agora, a presença da companhia em Espanha limitava-se ao porto de Algeciras.

 

 

 

 

Comments are closed.