A APM Terminals tem a visão de tornar-se num integrador de serviços portuários. A companhia do grupo Maersk pretende investir em armazéns para servir carregadores e transitários.

O anúncio foi feito pelo director de operações da APM Terminals, Henrik Lundgaard Pedersen, à margem da conferência TPM, realizada a semana passada em Long Beach.

“Temos em andamento quatro grandes projectos de expansão de terminais de contentores – Moin na Costa Rica, Vado em Itália, Tema no Gana e Tânger em Marrocos – e, assim que estes forem concluídos, o nosso foco em capex será a optimização dos nossos terminais e a forma como estes interagem com o interior”, informou.

“Quando a [nossa empresa-mãe] Maersk fala sobre ser um integrador global de serviços de contentores, isso é de ponta a ponta. A nossa parte no processo é garantir que a carga se mova para dentro e para fora dos nossos terminais e para o interior da maneira mais eficiente”, disse Lundgaard Pedersen.

Até agora, os serviços de interior do operador eram geridos apenas por um executivo. Desta feita, porém, foi contratada uma nova equipa de gestão, liderada por Dries van Dongen como chefe global de clientes terrestres e serviços interiores.

 

Comments are closed.