A APM Terminals prevê investir este ano três mil milhões de dólares na expansão do seu negócio de operação de terminais de contentores.

A divisão do grupo AP Moller-Maersk alcançou no ano passado um resultado líquido de 611 milhões de dólares. Menos do que os 793 milhões de 2010 – mas aquele resultado foi inflacionado por ganhos extraordinários resultantes da venda de alguns activos.

As receitas cresceram 10%, para os 4,7 mil milhões de dólares. E o movimento de contentores avançou 8%, para os 33,5 milhões de TEU, numa base like-for-like. O ROE (retorno do capital investido) atingiu os 13%.

No ano findo, a APM Terminals investiu cerca de três mil milhões de dólares em novas instalações e na ampliação de existentes. A sua atenção concentrou-se nos mercados emergentes, com maior potencial de crescimento. Em 2011, juntou ao seu portfolio terminais em Poti, na Geórgia, em Puerto Moin, na Costa Rica, em Callao, no Peru, em Gotemburgo, na Suécia, e em Lazaro Cardenas, no México.

Para 2012, o objectivo passa por investir outros três mil milhões em novos empreendimentos, e assim ganhar quota de mercado. Sem perder de vista os ganhos de produtividade, garantem os seus responsáveis.

Comments are closed.