A APM Terminals Gotemburgo iniciou um processo unilateral de redução de postos de trabalho, resultado da organização das operações e diminuição das equipas.

APM Terminals

O processo iniciou-se esta semana e deverá ficar concluído até ao Verão. Serão abrangidos 100 trabalhadores. A disputa entre operador e sindicato mantém-se desde a Primavera do ano passado.

As mudanças desejadas pela APM>T deverão resultar num aumento da produtividade, com a utilização de menos mão de obra. Por exemplo, de acordo com os novos procedimentos bastarão três trabalhadores (em vez de quatro) para operarem em contínuo, ao longo de um turno, dois stradlle carriers e realizarem outras tarefas.

Ao mesmo tempo, a APMT Gotemburgo mexeu também nos horários de trabalho dos estivadores.

A União Sueca dos Estivadores mantém as críticas à actuação do operador portuário (a última greve aconteceu em Janeiro), até ao momento sem sucesso.

 

Comments are closed.