A Argélia continua com o desenvolvimento do projecto de 3,5 mil milhões de dólares (3,24 mil milhões de euros) do porto de El Hamdania. O objectivo é que as obras arranquem em Março e terminem em 2021.

Contentores

A sul-coreana Yuhill-Yooshin e a argelina Laboratoire des Études Maritimes concluíram o plano detalhado em Dezembro e o projecto já assegurou 900 milhões de dólares (843 milhões de euros) de financiamento do Banco Africano de Desenvolvimento (BAD). O empréstimo do BAD tem um prazo de 20 anos, com um período de carência de cinco anos.

Tem sido noticiado que um consórcio de bancos chineses irá financiar o restante do projecto. Ainda não há confirmação oficial, mas o facto de haver companhias chinesas envolvidas no projecto faz crer nesse cenário.

O porto de El Hamdania será, com efeito, construído pela China Harbour Engineering Company e pela China State Construction Engineering Corporation. Esta última terá, de resto, uma participação de 49% na companhia que irá operar o porto, com a Autoridade Portuária da Argélia a ficar com 51%.

El Hamdania, perto da cidade de Cherchell, fica 70 quilómetros a Oeste de Argel. O porto, que será construído em várias fases, atingirá uma capacidade anual máxima de 6,3 milhões de TEU distribuídos por 23 postos de atracação.

Esta capacidade tornará o porto argelino no segundo maior de África. O maior é o marroquino Tanger Med, com capacidade para nove milhões de TEU, com o qual El Hamdania pretende ombrear.

 

 

 

Os comentários estão encerrados.