A Associação de Armadores da Comunidade Europeia (ECSA) aplaude a aplicação provisória do acordo de livre comércio entre a União Europeia e o Canadá (CETA), para mais  no actual cenário de maior pressão sobre o comércio livre mundial.

ECSA_logolarge2

O CETA “aumentará consideravelmente o comércio entre a UE e o Canadá”, sustenta a ECSA, que sublinha que o acordo reduzirá os direitos aduaneiros e abrirá novos mercados como os de dragagens, transporte de contentores vazios e de cabotagem.

“É importante que a UE assine acordos comerciais ambiciosos como o CETA, especialmente no clima político actual, onde o comércio global e aberto está sob pressão”, referiu o presidente da ECSA, Niels Smedegaard.

“O transporte precisa do comércio global para existir e o comércio global não pode existir sem um sector de transportes eficiente. Cerca de 80% do comércio mundial de mercadorias é transportado pela indústria marítima internacional e os armadores europeus controlam 40% da frota mercante mundial e operam serviços de transporte de mercadorias em todo o mundo. Apoiamos de igual modo o plano anunciado pelo presidente Juncker para criar um grupo de especialistas sobre os acordos comerciais da UE e certamente estaremos preparados para disponibilizar os nossos conhecimentos sobre o assunto”, concluiu o presidente da ECSA.

 

Tags:

Comments are closed.