HMM e SM Line devem fundir-se se não quiserem ser a próxima Hanjin Shipping. O aviso é do vice-presidente da Associação de Armadores da Coreia do Sul.

Fusão HMM-SM Line é importante para concorrer com europeus

Kim Young-moo, em entrevista ao jornal coreano “Aju Business Daily”, deixou o conselho à HMM e SM Line e avisou que as companhias europeias dominam o sector do transporte marítimo de contentores, operando como “cartéis”, pelo que as companhias sul-coreanas precisam mobilizar-se para competir ou terão o mesmo fim da Hanjin, que faliu em Janeiro de 2017.

“Devemos considerar uma fusão entre a HMM e a SM Line”, afirmou. “Poderemos competir com armadores europeus cartelizados se pudermos aumentar rapidamente a nossa capacidade de carga, reduzir vários custos e optimizar as nossas rotas através de fusões”.

A HMM já negou os rumores sobre uma possível fusão com a SM Line.

De acordo com o ranking da Alphaliner, a HMM é, com 412 mil TEU de capacidade, a décima maior companhia de transporte marítimo de contentotres do mundo, enquanto o SM Line ocupa o 19.º lugar (com cerca de 90 mil slots).

Os comentários estão encerrados.