A plataforma logística de Leixões estará em vias de ganhar mais um inquilino de peso. O grupo Arsopi propõe-se instalar ali uma unidade de produção de peças metálicas de dimensões excepcionais.

A notícia é avançada pelo “JdN”, que cita Armando Pinho, presidente do grupo de Vale de Cambra. A nova unidade representará um investimento de 18 milhões de euros e deverá estar operacional dentro de dois anos.

A localização escolhida para esta quarta fábrica tem a ver com a facilidade de escoamento de peças gigantes. A partir de Vale de Cambra, e por causa do trajecto rodoviário que há que vencer, a dimensão das peças está limitada às 120 toneladas. Em Leixões, o grupo pretende chegar às unidades de 300 toneladas.

O TRANSPORTES & NEGÓCIOS contactou a APDL para saber mais sobre este importante investimento, mas até ao momento da publicação desta notícia não foi possível obter respostas.

A nova unidade da Arsopi deverá localizar-se no pólo 1, de Gonçalves, da plataforma logística de Leixões, praticamente paredes meias com o porto, a que se acede pela VILPL.

No final de Maio passado, a APDL formalizou os contratos para a instalação da Zaldesa de Salamanca no pólo 1 e da Luís Simões no pólo 2, de Gatões/Guifões.

Comments are closed.