As autoridades da Grécia alteraram as condições para a privatização do porto de Salónica, igualando-as às do porto do Pireu.

Porto de Salónica

Assim, os dois principais portos gregos serão privatizados em 51% no imediato, com a possibilidade de alienação de mais 16% do capital num prazo de cinco anos.

O TAIPED, o fundo público responsável pelas privatizações gregas, prevê receber propostas para a compra de 51% do capital da Autoridade Portuária de Salónica em Fevereiro de 2016. A expectativa é que a primeira fase da venda esteja concluída em Junho do próximo ano.

No que se refere ao Pireu, o TAIPED conta ter concluído o processo de privatização do porto que serve a capital grega entre Setembro e Outubro. A chinesa Cosco é apontada na comunicação social como estando em discussões adiantadas para ganhar a corrida.

No caso do porto do Pireu, a venda subsequente de mais 15% do capital, num prazo de cinco anos, estará dependente da realização de um investimento privado mínimo de 300 milhões de euros nesse prazo

Na corrida ao porto do Pireu estarão, além da Cosco, a APM Terminals e a ICTSI. Já o de Salónica atrairá a APM Terminals, a P&O Steam Navigation,a Yilport Holding e a RZD, entre outros.

 

Comments are closed.