A Áustria pretende abolir as portagens em cinco troços das auto-estradas do país, por causa do aumento do trânsito de pesados nas estradas nacionais alternativas.

Portagens nas auto-estradas congestionam estradas nacionais

A abolição das portagens (caras) deverá ser aprovada em breve. Os troços em causa integram as auto-estradas A1, A12, A14, A26 e A27, no Oeste do país, junto à fronteira com a Alemanha.

As autoridades da Baviera, o vizinho estado alemão, acolhem, aliás, com satisfação a iniciativa, descrita como um “sinal positivo”, pois os conflitos entre os dois países em torno do tráfego, principalmente de veículos pesados, têm aumentado.

As autoridades alemãs estão particularmente preocupadas com a obrigação de circulação agrupada de camiões que a Áustria pretende impor a partir do ano que vem. Essa obrigação, que poderá ocorrer em 20 dias do primeiro semestre de 2020, pode causar longas filas no lado bávaro da fronteira.

A questão do tráfego de camiões na Áustria tem sido um problema para as autoridades do país. A região do Tirol, por exemplo, pretende reduzir esse tráfego, aumentando o custo das portagens dos camiões para desviar parte do tráfego entre Itália e o Norte da Europa. A partir de 2020, a vinheta custará 9,40 euros por dez dias e 91,10 euros por um ano.

 

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*