A China Cosco Shipping (COSCOCS) vai mesmo mudar a política de alianças de companhias de transporte marítimo. Após várias notícias terem, nas últimas semanas, ligado a companhia que resulta da COSCO e da CSCL a uma “dança” de alianças, um responsável da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China veio a público confirmá-lo.

Cosco + CSCL

As notícias ligavam a COSCOCS a uma nova aliança com a CMA CGM, a OOCL e a Evergreen, o que teria repercussões nas alianças Ocean 3, CKYHE e G6, e chamava a atenção da 2M, que junta a MSC e Maersk.

O sub-director do Instituto dos Transportes da Comissão Nacional de Desenvolvimento e Reforma da China, Yin Zhen, veio, agora, confirmar esse objectivo. “A China Cosco Shipping deseja formar uma aliança mais forte, que possa desafiar o ascendente da 2M na rota Este-Oeste, assim como cortar ligações com alguns parceiros mais fracos nas actuais alianças para prevenir perdas financeiras futuras”, referiu, citado pelo jornal estatal “China Daily”.

Um porta-voz da COSCOCS acrescentou que “formar uma união maior pode, efectivamente, compensar” crescimentos de volume mais baixos e sobrecapacidade. “A China Cosco Shipping vai escolher os futuros parceiros de forma cautelosa para estabelecer uma aliança forte na actual conjuntura”, disse.

Actualmente a COSCOCS participa em duas alianças rivais (a O3 e a CKYHE) e dispõe-se a manter a situação… para já.

Na semana passada, Rodolphe Saadé, vice-presidente da CMA CGM, confirmou estar em negociações para a criação de uma nova mega-aliança de transporte marítimo de contentores.

» CMA CGM confirma negociações para nova aliança

» COSCOCS vai manter-se em duas alianças… para já

» CMA CGM e Cosco estarão a forjar nova mega-aliança

 

 

 

Comments are closed.