A concessão dos transportes públicos rodoviários e fluviais de Aveiro permitirá uma poupança anual de 1,4 milhões de euros, diz a autarquia. O concurso público foi ontem aprovado.

Moveaveiro

A concessão será válida por 15 anos e prorrogável por cinco. Deverá entrar em vigor em Janeiro do próximo ano, confia o presidente da Câmara Municipal de Aveiro, citado pela “Lusa”.

“Temos uma boa proposta com garantia da prestação do serviço público, com a devida qualidade e sustentabilidade técnica e financeira”, afirmou o autarca, durante a reunião pública da Câmara.

A concessão abrange todas as carreiras efectuadas actualmente pela empresa municipal MoveAveiro e pela Transdev, os transportes fluviais de passageiros e de viaturas, bem como a reabilitação e a gestão e exploração do Centro Coordenador de Transportes. A autarquia ficará com a gestão directa do estacionamento pago e da BUGA – Bicicleta de Utilização Gratuita de Aveiro, que estava entregue à MoveAveiro.

Este processo surge na sequência da extinção da MoveAveiro e prevê a modernização da frota rodoviária e fluvial que, segundo Ribau Esteves, “está a carecer com urgência de um grande investimento”.

De acordo com o autarca, “a titularidade da operação” continuará nas mãos da autarquia, que irá definir “as regras e as condicionantes, nomeadamente a gestão do tarifário”.

Ribau Esteves destacou ainda a hipótese de a Câmara vir a reduzir o financiamento da operação de transportes em cerca de 1,4 milhões de euros por ano, o que constitui “um contributo muito importante para o reequilíbrio das contas da autarquia”. “A lógica é nós passarmos de uma operação de financiamento que anda entre os 2,2 e 2,3 milhões de euros por ano, para uma dimensão de financiamento entre os 0,8 e 0,9 milhões de euros por ano”, explicou.

O caderno de encargos contempla ainda a passagem de três autocarros da MoveAveiro para a Câmara, que os utilizará no apoio às escolas e às associações.

A proposta de concessão foi aprovada com os votos contra dos vereadores do PS, que defendiam a manutenção de um serviço municipalizado na área dos transportes.

 

 

Comments are closed.