Em Agosto, o porto de Aveiro praticamente duplicou o resultado de há um ano, com mais de 330 mil toneladas movimentadas.

Se Agosto do ano passado foi um mês para esquecer no porto de Aveiro, o de agora esteve ao nível dos melhores registos de 2010, consolidando uma recuperação que à medida que o ano avança mais “ameaça” acabar num novo recorde de movimentação de cargas.

No mês passado, Aveiro movimentou 330 mil toneladas, sendo cerca de 90 mil de carga geral, 164 mil de granéis sólidos e 76 mil de granéis líquidos.

Em termos acumulados, o porto liderado por José Luís Cacho já soma um ganho de 746 mil toneladas, ou praticamente 40%, para um total de mais de 2,6 milhões de toneladas.

O saldo é expressivo e aguenta mesmo a comparação com 2008, antes da crise portanto, quando se registaram 2,4 milhões de toneladas entre Janeiro e Agosto.

A carga geral é a principal responsável pelos ganhos conseguidos. Desde o início de 2010 soma 859 mil toneladas, mais 309 mil (ou 57%) do que no período homólogo de 2009.

Os granéis líquidos também estão em forte alta, com perto de 612 mil toneladas movimentadas, mais 197 mil (48%) que há um ano.

Os granéis sólidos, ainda o principal agregado de mercadorias em Aveiro, totalizaram quase 1,2 milhões de toneladas, mais 241 mil toneladas (26%).

Desde o início do ano, o porto de Aveiro foi demandado por 686 navios, mais 152 que no mesmo período de 2009.

O porto de Aveiro foi visitado ontem pelo Presidente da República, que ali se inteirou dos investimentos realizados, com destaque para a ligação ferroviária à Linha do Norte, a plataforma multimodal de Cacia e a expansão dos terminais portuários, por iniciativa da APA ou em parceria com operadores privados.

Os comentários estão encerrados.