Pelo segundo ano consecutivo, o porto de Aveiro fixou, em 2015, um novo máximo de 4,65 milhões de toneladas movimentadas. À custa dos granéis sólidos.

Porto de Aveiro

O resultado anual agora alcançado representa um crescimento de 3,6% face ao recorde de 2014. E para isso foi fundamental o crescimento de 18,6% na movimentação granéis sólidos, que atingiu os 1,9 milhões de toneladas.

Ao invés, a movimentação de carga geral recuou 2,7% para os 1,7 milhões de toneladas, e os granéis líquidos caíram 8,7% até ao milhão de toneladas.

A crescerem 7%, as cargas de importação conseguiram, mesmo no final do exercício, superar as cargas de exportação (mais 0,23%), na proporção de 50,48% contra 49,52%.

A par do aumento global da tonelagem movimentada, Aveiro registou também, em 2015, um máximo de 1 093 escalas (mais 9,9% em termos homólogos). Mais navios e maiores, quer na tonelagem bruta (mais 12,9%), quer no comprimento médio (9,9%), resultado dos investimentos feitos na melhoria das acessibilidades marítimas ao porto.

 

Comments are closed.