O Baltic Dry Index fechou a última sexta-feira nos 498 pontos, ficando abaixo dos 500 pontos pela primeira vez desde que existe.

Capesize - Graneleiro

Antes das quebras desta semana, o anterior patamar mínimo do Índice era de 554 pontos e tinha quase 30 anos. Aquele valor foi atingido por quatro vezes, a 31 de Julho e entre 4 e 6 de Agosto de 1986, altura em que o Baltic Dry Index ainda se designava de Baltic Freight Index.

O mercado dos Capesize continua a revelar sinais de preocupação e o Baltic Cape Index caiu 13 pontos na sexta-feira, para 606 pontos. No mercado spot, as tarifas Cape TCA registaram uma perda semelhante, de 69 dólares (64,8 euros), para 5 211 dólares (4894 euros).

O fretamento de navios Capesize teve uma semana relativamente activa, mas os preços das commodities continuam no fundo e a procura na China mantém-se em baixa, o que não deixa margem para optimismos.

Ainda na sexta-feira ficou a saber-se que a BHP Billiton terá contratado o transporte de 170 mil toneladas de minério de ferro, num navio de 180 000 DWT, entre Port Hedland e Qindgao, por 4,05 dólares/tonelada. E na quinta-feira foi a vez da Rio Tinto contratar, por 4 dólares/tonelada, o transporte de 170 mil toneladas de minério entre Dampier e Qingdao.

De facto, parece não haver margem para preços mais elevados uma vez que a cotação do minério de ferro está em níveis historicamente baixos, podendo em breve baixar até dos 40 dólares/tonelada.

 

 

Comments are closed.