Nos primeiros nove meses do ano, o movimento de mercadorias nos portos espanhóis cresceu 6,9%. Só Barcelona progrediiu 22,6%,  de acordo com os dados divulgados pela Puertos del Estado.

Porto de Barcelona - TCB

Já com os números do porto de Algeciras (que durante meses esteve a braços com problemas informáticos), os portos do país vizinho contabilizaram 394,8 milhões de toneladas até ao final de Setembro.

A carga geral, o principal agregado, cresceu 6,2% até 187,3 milhões de toneladas, com a carga contentorizada a representar 133,8 milhões de toneladas (mais 6,6% em termos homólogos) e a carga fraccionada a atingir 53,5 milhões de toneladas (mais 5,3%).

Os granéis líquidos avançaram 6,8% e chegaram aos 132,9 milhões de toneladas e os granéis sólidos chegaram aos 74,6 milhões de toneladas (mais 8,7%).

O porto de Ageciras, o maior de Espanha, acumulou uma quebra homóloga de 3,6% e ficou-se pelos 69,9 milhões de toneladas, ao passo que Valência avançou precisamente 3,6% e chegou aos 54,9 milhões de toneladas.

O destaque vai inteirinho para Barcelona, com um crescimento homólogo de 22,6% e um total de 44,5 milhões de toneladas processadas entre Janeiro e Setembro. Só a carga contentorizada cresceu ali 40,5% até aos 22,2 milhões de toneladas.

Em linha com o aumento da tonelagem, também o movimento de contentores no porto da cidade condal subiu fortemente: 31,6% até aos 2,2 milhões de TEU.

No seu conjunto, os portos espanhóis movimentaram 11,7 milhões de TEU (mais 3,1% em termos comparativos). Valência reforçou a liderança, com uma subida de 1,6% para 3,6 milhões de TEU, distanciando-se de Algeciras, que caiu 12,3% e se ficou pelos 3,1 milhões de TEU.

 

 

Comments are closed.