O Banco Europeu de Investimento (BEI) e o holandês ING assinaram um acordo para apoiar investimentos ecológicos no mercado europeu de transportes marítimos com um total de 300 milhões de euros.

Os 300 milhões de euros (150 milhões de cada uma das instituições) serão investidos gradualmente nos próximos três anos. Os projectos devem ser apresentados ao ING e estarão sujeitos aos critérios de aceitação de riscos financeiros e não financeiros desse banco, que será responsável pela gestão dos processos.

Os financiamentos podem ser concedidos a entidades com interesses europeus significativos e podem ser usados para projectos com inovação verde, que vão desde a construção de novos navios até a reconversão de navios existentes.

O projecto de financiamento está ser montado no âmbito do programa Green Shipping Guarantee (GSG), que é apoiado pelo instrumento de dívida do CEF (Mecanismo Interligar a Europa) da UE e pelo Fundo Europeu de Investimentos Estratégicos (EFSI).

O programa foi concebido tanto para a renovação geral da frota como para a adaptação de navios com tecnologias sustentáveis ​​(como GNL, água de lastro, eficiência energética, etc.).

“Creio que não é segredo que o sector de transporte marítimo é um dos principais contribuintes para as emissões de CO2. A acção climática é uma das principais prioridades do BEI e este tipo de financiamento deve ser visto como um incentivo para que os armadores considerem fazer as coisas de maneira diferente”, refere, citado pela assessoria de imprensa, o presidente do BEI, Werner Hoyer.

“Este acordo ajuda-nos a apoiar os nossos clientes de transporte a fazerem mudanças nos seus modelos de negócios, adaptando-se para o futuro de maneira cada vez mais sustentável, apoiando-os durante a sua jornada verde”, acrescentou Isabel Fernández, chefe de grandes clientes do ING.

 

 

 

 

Comments are closed.