O BERD (Banco Europeu para a Reconstrução e Desenvolvimento) anunciou a entrada no capital da Global Port Holdings, operador de terminais de cruzeiros turco que lidera o consórcio concessionário do terminal de cruzeiros de Lisboa.

Terminal de cruzeiros de Lisboa

Na sua nota, o BERD não especifica o montante investido, nem a posição assumida no capital da empresa. Refere apenas tratar-se de uma participação minoritária, que todavia lhe dará o direito a nomear um administrador.

A Global Port Holding (ou Global Liman Isletmeleri, como é conhecida no seu país) assume-se como o maior operador de terminais de cruzeiros do mundo, com presença em oito portos de quatro países do Mediterrâneo e em Singapura.

O encaixe resultante da entrada do novo accionista na empresa será aplicado na expansão da actividade em países em que o BERD já está presente. Para 2016-2018 está prevista a entrada em Bolsa, o que aportará mais fundos para os investimentos internacionais.

A Global Port Holding controla, directa e indirectamente, 46,2% do consórcio Lisbon Cruise Terminals que em 2014 ganhou a concessão dos três terminais de cruzeiros da capital por um período de 15 anos e do novo terminal de cruzeiros de Santa Apolónia (em regime BOT), por um prazo de 35 anos.

Os outros parceiros do consórcio são o Grupo Sousa (com 30%), a Royal Caribbean Cruises (20%) e a Creuers Barcelona (10%) (sendo que a empresa catalã é detida em 62% pelos turcos).

Os comentários estão encerrados.