No primeiro semestre, a Boeing ganhou, por muitos, à Airbus na contratação de novas encomendas, mas a construtora europeia superiorizou-se à rival norte-americana nas entregas, por poucos.

Airbus vs. Boeing

A Boeing registou 361 encomendas líquidas (excluindo 46 cancelamentos) de aviões comerciais até 27 de Junho, contra 203 (excluídos 45 cancelamentos) da concorrente Airbus até 30 de Junho, de acordo com dados fornecidos por ambos os fabricantes.

A preços de catálogo, as 361 encomendas firmes registadas pela Boeing no primeiro semestre do ano ascendem a 68 852 milhões de dólares (60 440 milhões euros). No consórcio europeu, as 203 encomendas da primeira metade de 2017 correspondem a 28 993 milhões de dólares (25 450 milhões de euros).

Por modelos, Boeing 737 (242 encomendas) e Airbus A320 (92 encomendas) lideraram os pedidos.

A Airbus continua, no entanto, bastante à frente da concorrência em termos de carteira de encomendas total. Incluindo jactos executivos, o consórcio sediado em Toulouse tem em carteira um total de 17 285 aviões. Já a Boeing tem 5 646 pedidos pendentes de aeronaves.

Airbus lidera em entregas

No concernente às entregas realizadas no primeiro semestre de 2017, a liderança vai para o construtor europeu. A Airbus entregou 306 unidades, mais 29 do que o concorrente norte-americano.

Das unidades Airbus entregues até 30 de Junho, 239 são de corredor único – um A319ceo, 90 A320ceo, 54 A320neo, 89 A321ceo e cinco A321neo – dez unidades A330-200, duas A330-200F, 19 A330-300, 30 A350 e seis do “superjumbo” A380.

Por sua parte, a Boeing entregou 277 novos aviões comerciais até 27 de junho: 187 B737, quatro B747, três B767, 30 B777 e 53 B787.

 

 

 

 

Tags:

Comments are closed.