A Boeing ganhou à Airbus o “jogo” das encomendas no Salão Aeronáutico de Le Bourget, A Boeing conseguiu vencer “fora” com 145 encomendas de aviões, no montante de 18,6 mil milhões de dólares (16,35 mil milhões de euros), contra 124 aeronaves da Airbus, por 16,3 mil milhões de dólares (14,33 mil milhões de euros).

Le Bourget 2015

Mas nem tudo são más notícias para o construtor sediado em Montpellier. É que a Airbus saiu de Le Bourget com intenções de compra para colocar 421 aviões, com um valor de catálogo de 57 mil milhões de dólares (50 mil milhões de euros). Destaque para o memorando de entendimento com a Wizz Air para 110 unidades do A321neo (avaliados em 13,7 mil milhões dólares, cerca de 12 mil milhões de euros).

Já a Boeing tem “promessas” de venda de 331 aparelhos a um preço de catálogo de 50,2 mil milhões de dólares (44,1 mil milhões de euros). Realce para o acordo com a indonésia Garuda, no valor de 10,9 mil milhões de dólares (9,6 mil milhões de euros) para 30 unidades 787-9 de corredor duplo e outras tantas de 737 Max8 de corredor único. Praticamente da mesma dimensão (10,7 mil milhões de dólares, ou seja cerca de 9,4 mil milhões de euros) é a encomenda firme de 100 unidades 737 Max8 da empresa de leasing AerCap.

Em 2015, as vendas (descontando cancelamentos) registadas desde Janeiro até à data, acendem a 276 aeronaves na Boeing. A Airbus ainda não tem números oficiais, mas algumas fontes apontam para um número de unidades a rondar as 360.

 

Tags:

Os comentários estão encerrados.