O governo do Botsuana pretende reactivar o projecto de construção do porto de Techobanine, em Moçambique, complementado por uma nova linha ferroviária, para assim ganhar o acesso ao mar.

Botsuana

O projecto de construção de um porto de águas profundas no distrito de Matatuíne, província de Maputo, e de uma linha férrea com cerca de 2 000 quilómetros de extensão, ligando o Botsuana a Moçambique com passagem pelo Zimbabué, data de 2010.

O acordo então assinado previa a construção de um complexo portuário com capacidade para movimentar até 200 milhões de toneladas/ano de carga diversa, a criação de uma zona contígua de 11 mil hectares para desenvolvimento industrial e uma linha de caminho-de-ferro, que serviria também a África do Sul e a Suazilândia.

A construção do empreendimento deveria ter começado em 2012 e terminado em 2015.

Agora, o governo do Botsuana quer recuperar o projecto e dispõe-se a financiá-lo conjuntamente com Moçambique e o Zimbabué, afirmou o ministro da Presidência para os Assuntos Sociais e Administração Pública do Botsuana, citado pelo “Notícias” de Maputo.

Techobanine fica a 70 quilómetros do porto do Maputo e a 20 quilómetros da Ponta do Ouro, junto à fronteira com a África do Sul.

Comments are closed.