O Brasil aposta em reavivar projectos ferroviários no Sul do país, em particular nos estados do Paraná e de Mato Grosso do Sul.

Um dos projectos aborda a construção de uma linha de 135 km, da actual ferrovia de Cascavel até a fronteira com a Argentina e o Paraguai, na Foz do Iguaçu. O outro diz respeito à linha planeada de Cascavel para Guaíra, Dourados e Maracaju, onde encontraria a linha operada pela Rumo, de Campo Grande a Ponta Porã, na fronteira com o Paraguai.

A construção da primeira parte da linha de Cascavel até à travessia do rio Paraná em Guaíra começou há mais de dez anos, mas os trabalhos nunca foram concluídos.

Os primeiros sinais de recuperação do investimento ferroviário no Sul do Brasil foram dados em Agosto. Nesse mês, o Governo do estado do Paraná anunciou, no âmbito de um pacote de 350 milhões de reais (77 milhões de euros) para infra-estruturas, um investimento ferroviário de 40 milhões de reais (8,8 milhões de euros) para actualizar e expandir a rede existente.

Também em Agosto, o governador do Paraná, Carlos Massa Ratinho Junior, e representantes da Secretaria de Infra-estrutura e Logística apresentaram propostas ao grupo China Merchants sobre projectos ferroviários no corredor de 1 200 km de Paranaguá a Dourados. A China Merchants Port Holdings adquiriu, há dois anos, uma participação de 90% no operador do terminal de contentores em Paranaguá.

 

 

 

Leave a comment

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*