A British Airways foi a companhia que mais cresceu no negócio da carga, no aeroporto de Lisboa, no ano passado.

A companhia britânica, que agora integra o grupo IAG, processou no último ano 1 095 toneladas de carga no aeroporto da capital. Um crescimento homólogo de 50%.

Uma tal performance valeu à British Airways o troféu “Crescimento de Carga” dos ANA Awards, atribuídos pela gestora aeroportuária nacional.

O crescimento em Portugal contribuiu certamente para o resultado positivo da IAG Cargo, que congrega as actividades da British Airways World Cargo e da Iberia Cargo. Os resultados de 2011 divulgados pela holding dão conta de uma subida de 8,6% no volume de negócios, que atingiu os 1,19 mil milhões de euros. Ou 7,3% do volume de negócios consolidado do grupo.

Juntas, a BA e a Iberia realizaram no ano findo 6,16 mil milhões de toneladas-km, o que representou também um aumento homólogo de 4,2%.

A receita média ton-km avançou 4,2% (6,5% descontadas as flutuações cambiais) para os 19,33 cêntimos. Muito por causa do crescimento de 20,4% no volume de negócios realizado com os produtos Premium.

De volta aos ANA Awards, nos passageiros, o maior crescimento foi conseguido pela easyJet, que por isso recebeu o prémio respectivo, além do “Prémio Companhia de Passageiros do Ano”.

A Swiss ganhou o “Prémio Pontualidade”, a KLM o “Prémio Taxa de Ocupação” e a Turkish Airlines os prémios “Ambiente” e “Qualidade de Serviço”.

Comments are closed.