A Comissão Europeia deu hoje luz verde ao projecto de compra da Aer Lingus pela IAG, a holding que já detém a British Airways, a Iberia e a Vueling.

Aer Lingus

Para alcançar o necessário ok de Bruxelas, a IAG aceitou libertar cinco pares de slots diários no aeroporto de Gatwick, para facilitar a entrada de novos operadores nas ligações entre Londres, Dublin e Belfast.

Do mesmo modo, foi assumido o compromisso de que a Aer Lingus continuará a assegurar o transporte de passageiros para as ligações de longo curso de companhias concorrentes à partida de Heathrow, Gatwick, Mancherter, Amesterdão, Shannon e Dublin.

A OPA da IAG sobre a Aer Lingus levantou reservas à Comissão Europeia, relativamente à possível redução de opções de escolha para os cinco milhões de passageiros que anualmente voam entre Dublin e Belfast e Londres.

Com o acordo de Bruxelas, a IAG dá mais um passo significativo em direcção ao sucesso da sua OPA sobre a Aer Lingus, depois da aceitação dos termos da oferta por parte do Estado irlandês e da Ryanair, os dois principais accionistas da companhia do trevo.

Comments are closed.