A aquisição da Daewoo Shipbuilding & Marine Engineering (DSME) pela Hyundai Heavy Industries (HHI) está a ser questionada pela Comissão Europeia, que receia um monopólio.

A Comissão Europeia estará pronta para iniciar uma investigação completa sobre a fusão, após a análise preliminar que termina na próxima terça-feira (dia 17), avançou a “Reuters”. A UE segue, assim, o exemplo de Singapura, que também tem dúvidas sobre o negócio que criará um estaleiro que concentrará mais de um quinto da carteira de encomendas global.

Os estaleiros europeus têm uma longa história de luta contra o que os próprios advogam ser os auxílios estatais que apoiam os estaleiros sul-coreanos ao longo dos anos. “Uma investigação em larga escala pode levar até cinco meses e, na maioria dos casos, termina com as companhias a serem forçadas a vender activos ou a transferir tecnologia ou contratos a concorrentes, para resolverem as questões de concorrência”, avança a “Reuters”.

A fusão da DSME e da HHI ocorre numa altura que os dois principais grupos de construção naval da China – CSIC e CSSC – se uniram , criando o maior estaleiro do mundo.

Estas duas mega-fusões poderão originar muito mais “guerras de preços” para novas embarcações no futuro, disse William Fairclough, director-geral da Wah Kwong Maritime Transport Holdings, aos participantes do Fórum de CEO Marítimos, realizado em Hong Kong, no mês passado.

 

 

Comments are closed.