A Comissão Europeia aprovou o plano de apoio público do governo sueco para incentivar a transferência de mercadorias do transporte rodoviário para o ferroviário.

Bruxelas considera que aqueles incentivos estão em conformidade com as regras comunitárias em matéria de auxílios estatais, em particular com as orientações de 2008 sobre subsídios às companhias ferroviárias. As autoridades comunitárias concluem ainda que a medida sueca procura o cumprimento dos objectivos ambientais e de transporte da UE, mantendo simultaneamente a concorrência no mercado único.

Com um orçamento de 563 milhões de coroas suecas (54,2 milhões de euros), o projecto será executado até 2019. Serão concedidos apoios às companhias ferroviárias de transporte de mercadorias, com o objectivo destas canalizarem parte da vantagem para os clientes finais, incentivando-os a mudar para o transporte ferroviário.

Actualmente, o transporte ferroviário de mercadorias tem uma quota de 20% na Suécia, em comparação com 40% do rodoviário e 40% do marítimo.

A Comissão Europeia considera que o plano é benéfico para o ambiente e para a mobilidade, já que promove o transporte ferroviário, que é menos poluente do que o transporte rodoviário, além de reduzir o congestionamento rodoviário.

Os comentários estão encerrados.