A CP está autorizada a gastar 168,2 milhões de euros na compra de 22 novos comboios. Os fundos europeus pagarão 65% e o Fundo Ambiental o resto.

CP investe 168 milhões de euros em 22 comboios

A Resolução do Conselho de Ministros que autoriza a CP a investir na compra de novos comboios, no período 2019-2026, foi hoje publicada em Diário da República.

O montante previsto é de 168,2 milhões de euros (acrescidos de IVA). O Governo conta que cerca de dois terços daquele valor – 109,34 milhões de euros – seja financiado pela União Europeia, através do Fundo de Coesão e do Feder.

A estimativa do Executivo é, pode-se dizê-lo, optimista, uma vez que as taxas de comparticipação comunitárias variam entre os 40% e os 70%, consoante os fundos e as regiões abrangidas.

A componente nacional do investimento será assegurada por verbas do Fundo Ambiental, à razão de dez milhões de euros por ano, acrescenta a resolução do Conselho de Ministros. E porque os pagamentos aos fornecedores terão de ser mais céleres, prevê-se a concessão de um empréstimo intercalar por parte da DGTF.

A CP vai avançar com a compra de 22 comboios, sendo 12 Unidades Automotoras Bimodo (capazes de circular indistintamente em vias electrificadas ou não) e dez Unidades Automotoras Eléctricas.

O objectivo é reforçar a frota da operadora ferroviária para responder à procura crescente e para tirar partida da electrificação prevista no Ferrovia 2020 para as linhas do Minho, Douro, Beira Baixa, Oeste e Algarva, além da ligação Sines-fronteira.

 

 

Tags:

Deixar um comentário

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

*