O prazo para a apresentação de candidaturas à primeira chamada do CEF, que deveria ter terminado ontem, foi alargado até à próxima terça-feira, 3 de Março.

A INEA, a agência europeia que gere todo o processo de recepção e avaliação das candidaturas, justificou o adiamento com razões técnicas não especificadfas. As candidaturas dos 28 estados-membros têm de ser apresentadas online.

Nesta primeira chamada do CEF – Conectar Europa estão em causa 11,93 mil milhões de euros. À chamada anual de 2014 estão reservados 930 milhões de euros, destinando-se o restante à chamada plurianual.

Metade do orçamento disponível, seis mil milhões de euros, destinam-se a reduzir estrangulamentos e a resolver “missing links” na rede transeuropeia de transportes. Os projectos de inovação, de sistemas inteligentes e de melhoria da segurança e da eficiência (ambiental e energética) dos transportes têm reservados 250 milhões de euros. Os investimentos nas acessibilidades e na promoção da intermodalidade receberão 750 milhões de euros.

Os países beneficiários do Fundo de Coesão (entre os quais se conta Portugal) têm alocados quatro mil milhões de euros para os diferentes tipos de projectos.

O mecanismo CEF dispõe de um orçamento de 26 mil milhões de euros para o período de 2014-2020, mais do triplicando os oito milhões de euros dirigidos à Rede Transeuropeia de Transportes entre 2007 e 2013.

Tags:

Comments are closed.