A Comissão Europeia pretende tornar públicas as emissões dos navios que escalam os portos europeus.

A proposta da UE deverá encorajar companhias marítimas a tomarem medidas para reduzirem as emissões dos seus navios, acreditam os responsáveis da Transport & Environment (T&E).

A ONG ambiental indica que a UE, cada vez mais pressionada pela IMO para harmonizar os seus sistemas de monitorização, publicação e verificação das emissões, deverá começar a exigir que os navios registados em países terceiros relatem as suas emissões.

A T&E defende que o sistema proposto pela UE promove mais a redução das emissões dos navios do que o sistema da IMO, que simplesmente faz a compilação dos dados.

Bruxelas cedeu, no entanto, à pressão de eliminar da proposta que os navios tenham de comunicar dados sobre as cargas transportadas, “o que é essencial para analisar seu comportamento em condições reais”, indicam desde a T&E.

O transporte marítimo é responsável por 3% das emissões globais de CO2. Com a entrada em vigor dos novos limites de emissões, terá de reduzi-las em 50% até 2050.

Comments are closed.