O governo de Cabo Verde projecta vender a investidores a posição de 49% que está a comprar na companhia aérea Binter Cabo Verde.

binter

O acordo para a compra dos 49% da subsidiária cabo-verdiana da Binter Canárias implica, na prática, um investimento relativo ao pagamento de  apenas 19% da companhia. Os restantes 30% são pagos mediante a cedência da exploração comercial das rotas domésticas e regionais até aqui operadas pela TACV.

A companhia Binter Cabo Verde irá assegurar a partir de 1 de Agosto, em exclusivo, os voos domésticos no arquipélago, além das ligações com o Senegal e a Guiné-Bissau.

A Binter Canarias, detida a 100% pela Hesperia Inversiones Aéreas, um grupo de investidores das Ilhas Canárias, iniciou as negociações conducentes à venda da participação de 49% em Dezembro do ano passado, depois da subsidiária Binter Cabo Verde ter começado a fazer voos entre ilhas em Junho.

O interesse do governo de Cabo Verde pela Binter resultou das dificuldades da companhia de bandeira TACV, com um potencial impacte negativo no turismo do país.

Tags:

Os comentários estão encerrados.