A CaetanoBus apresentou na Busworld a versão definitiva do seu autocarro movido a hidrogénio, o H2.City Gold. As primeiras unidades serão entregues em 2020.

O H2.City Gold, o primeiro autocarro a hidrogénio do grupo português, tem uma autonomia de 400 km com um só carregamento, efectuado em menos de nove minutos. O veículo é equipado com uma pilha de combustível Toyota de 60 kW e também se destaca pelo motor eléctrico com uma potência de 180 kW.

O autocarro, com design da Almadesign, destaca-se também pela sua modularidade, conforto, segurança e usabilidade. Estará disponível com 10,7 m ou 12 m de comprimento, nas versões LHD e RHD. Os tanques de hidrogénio estão armazenados no tejadilho.

“A nossa parceria com a Toyota foi alargada com sucesso à criação deste novo autocarro urbano para a Europa, o que permite demonstrar as capacidades tecnológicas e de engenharia complementares de ambas as partes. Este projecto vai permitir às cidades repensar a mobilidade do futuro e melhorar a sua qualidade de vida”, disse, na feira Busworld, onde o autocarro teve estreia, José Ramos, presidente da Salvador Caetano Indústria.

“Graças à longa relação com a Toyota, ao seu entendimento face aos requisitos de mercado e às suas capacidades técnicas, a CaetanoBus foi o parceiro ideal para começar o desenvolvimento das nossas actividades de venda de pilhas de hidrogénio”, revelou o presidente e CEO da Toyota Motor Europe, Johan van Zyl.

“Estou ansioso para receber o primeiro feedback do mercado deste projecto e expandir o negócio de fornecimento da tecnologia das pilhas de combustível a hidrogénio”, acrescentou.

 

 

 

Comments are closed.