CaixaBank coloca Saba à venda

O espanhol CaixaBank pretende vender a concessionária de parques de estacionamento Saba.

A Saba é controlada a 95,5% pela Criteria, o braço de investimento do CaixaBank. Não se sabe se a intenção é vender toda a participação ou apenas parte.

A Saba está avaliada em cerca de 1,2 mil milhões de euros. O objectivo do CaixaBank será capitalizar com um sector, o dos parques de estacionamento, que está a gerar forte procura da parte de fundos de investimento.

A operação era previsível após o último Verão. A Criteria optou então por ficar com as acções da Saba que os fundos Torreal (20%), KKR (18,2%) e ProA (10,5%) queriam vender. Por esses 48,7%, pagou cerca de 438 milhões.

A esse montante acresceram investimentos de várias centenas de milhões de euros para expandir o portefólio da empresa. Ainda em Dezembro do ano passado, acordou com a Indigo (ex-Vinci Park) a compra de 800 parques de estacionamento por 200 milhões de euros.

O CaixaBank é um accionista directo da empresa desde que esta foi fundada como companhia independente após separar-se da Abertis.

A Saba gere um total de 378 mil lugares de estacionamento no Reino Unido (o seu principal mercado), Espanha, Portugal, Alemanha, Chile, Eslováquia e República Checa.

A Saba fechou o exercício de 2017 com um volume de receitas de 213 milhões de euros e um EBITDA de 100 milhões. A dívida financeira líquida era de 330 milhões de euros.

Comments are closed.