A partir de hoje, os munícipes de Pinhel, distrito da Guarda, têm à disposição o Pinhel SIM, uma solução integrada de mobilidade de baixo custo desenvolvida em parceria pela autarquia e a Transdev.

Pinhel - Transdev

O sistema combina cinco circuitos (um por dia útil) de ligação da periferia ao centro de Pinhel, um circuito urbano que liga diariamente alguns dos pontos principais da cidade e ainda um sistema de transporte a pedido.

A ideia é “permitir que os munícipes possam ter ao seu dispor meios de transporte adequados às suas necessidades e que lhes permitam circular, a um preço meramente simbólico, pelas diversas freguesias e deslocar-se à sede de concelho, fundamentou a implementação deste projeto de mobilidade social”, justificou à “Lusa” o presidente da autarquia.

Os circuitos de ligação à periferia iniciar-se-ão todos os dias às 9h30, em direcção ao centro de Pinhel, acontecendo o regresso às 12h30. O serviço de transporte a pedido cobre localidades que não são abrangidas por nenhum dos circuitos. Implica a marcação prévia, com um dia de antecedência. Em ambos os casos o custo de cada viagem é de um euro.

Já no circuito urbano, o preço de cada viagem é de 50 cêntimos.

O serviço é operado pela Transdev, que para o efeito disponibiliza autocarros e mini-autocarros devidamente identificados, sendo possível também o recurso a táxis para os serviços a pedido.

 

Tags:

Comments are closed.