Apesar da aposta na transferência de cargas e das restrições impostas à circulação de pesados, o facto é que o modo rodoviário continua a dominar no tráfego de mercadorias nos Alpes.

A conclusão impõe-se nos resultados do Observatório dos Tráfegos de Mercadorias Transalpinos relativos ainda a 2010. No total, foram cerca de 9,8 milhões os veículos pesados de mercadorias que cruzaram as passagens alpinas.

Os Alpes austríacos foram os mais movimentados, com 5,8 milhões de camiões contabilizados; 2,6 milhões de pesados de mercadorias cruzaram os Alpes franceses e 1,26 milhões fizeram o mesmo nos Alpes suíços.

No caso suíço, o resultado verificado representa praticamente o dobro do previsto (610 mil camiões) na legislação sobre a transferência modal do transporte de mercadorias.

O túnel de Brenner registou a maior intensidade de tráfego, com 1,8 milhões de camiões, seguido de Vintimille, com 1,3 milhões de pesados, Schoberpass (1,3 milhões), Tauern (982 mil), Gothard (943 mil) e Fréjus (732 mil).

No total, o modo rodoviário assegurou o tráfego de 127 milhões de toneladas de mercadorias nos Alpes, ao longo de todo o ano de 2010, conclui o Observatório.

Comments are closed.