O tráfego de mercadorias no Canal do Panamá no ano fiscal de 2016 (terminado no passado 30 de Setembro) atingiu os 330,7 milhões de toneladas do Canal do Panamá (PC/UMT), abaixo do recorde de 340,8 milhões registado no exercício anterior.

Canal do Panamá

A marca obtida no ano agora findo é a terceira melhor da história de 102 anos do Canal do Panamá. Melhor, só em 2015 e em 2012, quando foram registados 337,7 milhões de toneladas PC/UMT.

O exercício de 2016 fica marcado pela inauguração da expansão, a 26 de Junho. Desde então e até 30 de Setembro foram 238 os navios neoPanamaxes que cruzaram a via navegável transportando 18,2 milhões de toneladas PC/UMT. No total, o Canal foi cruzado por 13 114 navios. Novidade das novidades foram os navios de transporte de GNL.

O tráfego de contentores continuou a dominar, com 119,6 milhões de toneladas PC/UMT, seguido dos granéis sólidos com 65,6 milhões, dos granéis líquidos com 55 milhões e dos car carriers com 46,7 milhões.

Jorge Quintano, CEO da Autoridade do Canal do Panamá, salientou os resultados conseguidos num ano difícil para o transporte marítimo e as possibilidades que se abrem com a expansão da infra-estrutura.

 

Comments are closed.