O Canal do Panamá prevê movimentar mais 17% de tonelagem no ano fiscal de 2017 – que se inicia em Outubro próximo e será o primeiro completo após a expansão -, com isso superando o recorde de 340,8 milhões de toneladas de 2015.

Canal do Panamá - Neo-panamax

Em Julho, o primeiro mês completo de operação do “novo” Canal, registou-se um aumento de 12% na tonelagem e de 7% no número de navios face ao mesmo mês de 2015. Isso contribui para um aumento geral da receita de 6%. Um total de 946 navios transitou pela estrutura no mês passado, 59 dos quais da categoria neopanamax.

“Nos 50 dias seguintes à inauguração da expansão do canal, recebemos 289 reservas e transitaram 104 navios neopanamax, números que estão a aumentar”, afirmou, citado pela assessoria de imprensa, o CEO da Autoridade do Canal do Panamá (ACP), Jorge Quijano. O mesmo responsável adiantou que a ACP espera receber “mais de 399 milhões de PC/UMS [em 2017] com um aumento de até 524 milhões de PC/UMS no prazo de cinco anos”.

A tonelagem que transita no Canal do Panamá é medida em “toneladas do Canal do Panamá”, ou Panama Canal/Universal Measurement System (PC/UMS), medida que equivale a 100 pés cúbicos de capacidade volumétrica.

O Canal do Panamá cumpriu na passada segunda-feira 102 anos de operação.

 

 

 

Comments are closed.