“Quando estávamos quase a inaugurar a nossa expansão, o Suez começou com um desconto de 35%. Mais tarde, aumentou o desconto para 50% e a informação mais recente é de que baixaram os preços até 65%. Nós não vamos entrar numa guerra de preços”, garantiu, citado pela “EFE”, o administrador da Autoridade do Canal do Panamá, Jorge Luis Quijano.

Canal do Suez

Quijano reconheceu, porém, que o Canal do Panamá perde 600 mil dólares (533 mil euros) por cada porta-contentores que opta pelo Suez. De acordo com o mesmo responsável, por causa dos descontos oferecidos, vários navios estão a optar pelo Canal do Suez no retorno da Costa Leste dos EUA para a Ásia.

Desde a abertura do Canal do Panamá expandido, no passado dia 26 de Junho, os navios que ali passaram pagaram um total de 80 milhões de dólares (71,2 milhões de euros) de portagens, segundo a mesma fonte.

As companhias de transporte marítimo alinham um total de 94 250 TEU de capacidade nos 14 serviços que passam pelo Canal do Panamá entre a Ásia e América do Norte, contra os 105 982 nos 12 serviços que passam pelo Canal do Suez, indicam os dados da BlueWater Reporting.

O canal egípcio pode receber navios de até 22 500 TEU, contra os 14 000 TEU do concorrente latino-americano.

 

Comments are closed.