O Canal do Suez está a ter um crescimento significativo no transporte de mercadorias, tanto em volumes como no número e dimensão dos navios.

A conclusão é de um relatório da SRM, centro de estudos para o Sul de Itália, ligado ao grupo Intesa San Paolo.

O estudo, apresentado durante uma conferência em Nápoles, indica que o Canal do Suez estabeleceu um duplo recorde em 2018, tanto no número de navios em trânsito (+3,6%, para mais de 18 mil) como nas cargas transportadas (+8,2%, para 983,4 milhões de toneladas).

Os porta-contentores foram os mais numerosos no canal egípcio no ano passado, com os 5 706 navios a representarem um incremento de 2,5% face a 2017.

A ampliação do Canal de Suez levou a um crescimento de 12% no tamanho médio dos navios que passaram pela estrutura entre 2014, o ano anterior à expansão, e 2018.

Em termos de mercadorias, foram registadas 524,6 milhões de toneladas (+9,8%) na direcção Norte-Sul e 458,8 milhões de toneladas (+6,6%) no sentido Sul-Norte. Ambas as direcções bateram os recordes estabelecidos em 2017.

Os contentores e petróleo representam 74% do tráfego total de carga transportadas pelo Suez, mas os contentores estão em destaque, dado que representam mais da metade dos volumes.

O Canal do Suez é a terceira rota mais importante do mundo para o transporte de petróleo e gás natural do Golfo Pérsico para a Europa e América do Norte. Estas duas rotas representam cerca de 9% do comércio mundial de petróleo por mar.

 

 

 

Comments are closed.