A INEA recebeu 69 candidaturas à chamada de 2019 do CEF (Mecanismo Conectar a Europa). Os apoios solicitados superam 2,5 vezes os fundos disponíveis.

Os 69 projectos candidatados à última chamada do CEF requerem um financiamento comunitário de 256,5 milhões de euros. Os fundos disponíveis são de apenas 100 milhões de euros.

Para esta chamada as prioridades definidas eram os projectos na rede compreensiva da RTE-T (com um orçamento alocado de 65 milhões de euros) e a redução do ruído no transporte ferroviário de mercadorias (35 milhões de euros).

Sem surpresa, a primeira prioridade foi a que atraiu mais candidaturas: 61, com um total de 236,4 milhões de euros de co-financiamento solicitado. A segunda prioridade atraiu apenas oito candidaturas, que requerem 20,1 milhões de euros de apoio comunitário.

A partir daqui, o processo de avaliação das candidaturas arrancará em Maio, prevendo a INEA (a agência europeia que gere o CEF) que os resultados serão anunciados em Setembro e os contratos com os promotores aprovados assinados em Outubro próximo.

Comments are closed.