Em Outubro, passaram pelo aeroporto Francisco Sá Carneiro cerca de três mil toneladas de carga e correio, o que eleva para cerca das 29,6 mil toneladas o acumulado desde Janeiro.

O saldo de Outubro representa um crescimento homólogo de 3% relativamente ao mesmo mês do ano passado. Positivo mas bastante abaixo do realizado nos meses anteriores, como o atesta o crescimento homólogo acumulado de perto de 13%.

A Air France destacou-se em Outubro, com um crescimento homólogo de 41%, para as 295 toneladas. A companhia gaulesa é, entre as principais operadoras, a que apresenta a melhor performance relativa neste ano, com um crescimento de 44% para as 3 450 toneladas.

A TAP, ao invés, foi quem mais perdeu: 24% para as 376 toneladas, seguida de perto pela Lufthansa Cargo, que cedeu 23% para as 184 toneladas. Desde Janeiro, a transportadora nacional avança 4% para as 4 193 toneladas, ao passo que a operadora germânica ganha 14% para as 1 881 toneladas.

Na liderança da carga no aeroporto do Porto mantém-se a Star Air, que opera para a UPS, com 876 toneladas movimentadas em Outubro (mais 4%) e 8 351 toneladas no year-to-date (mais 18%). Segue-se-lhe a EAT (DHL), com 764 toneladas em Outubro (mais 13%) e 6 587 toneladas desde Janeiro (menos 7%).

Nas passagens, Outubro foi o melhor de sempre no “Francisco Sá Carneiro”, com 460 904 passageiros (mais 19%). Desde o início do ano já por ali passaram 4,46 milhões, tantos como em todo o ano de 2009, o que faz adivinhar que a barreira dos cinco milhões será quebrada.

Os comentários estão encerrados.