O porto de Sines continua a ganhar quota no mercado nacional. Nos primeiros nove meses processou 21,3 milhões de toneladas, mais 11% que no período homólogo do ano passado, anunciou a APS.

Os granéis sólidos destacaram-se, em termos percentuais, com um crescimento de 35% até aos 3,9 milhões de toneladas. Já os granéis líquidos avançaram 2,7% para os 12,5 milhões de toneladas.

A carga geral avançou 17,2% e já vale 4,8 milhões de toneladas. O movimento de contentores aumentou 16,6%, atingindo os 392 135 TEU.

Na apresentação da actividade dos três primeiros trimestres, a administração portuária de Sines destaca o desempenho das exportações, com um crescimento homólogo de 27%, tendo passado de 3,9 milhões para 4,9 milhões de toneladas.

A União Europeia continuou a ser o primeiro destino das exportações à partida de Sines, com uma subida de 110%, seguida dos EUA e do Brasil (a crescer também na casa dos 95%) e da Ásia (com destaque para a R.P.China).

Mármores, papel, produtos químicos de base, hortofrutícolas, maquinarias e plásticos foram as principais mercadorias exportadas em contentor. Os combustíveis para máquinas marítimas e as gasolinas para automóveis destacaram-se nos granéis líquidos.

Nos primeiros nove meses de 2012, Sines recebeu apenas mais oito navios (1 212) que no mesmo período de 2011, mas a tonelagem bruta global cresceu 11%.

Os comentários estão encerrados.