Dois meses depois de serem punidas pela Comissão Europeia por participação num cartel da carga aérea, a Cargolux e a Cathay Pacific anunciam ir recorrer da decisão.

Ambas as companhias escusaram-se a avançar detalhes sobre os respectivos recursos. A Cargolux já havia criticado a dimensão da multa aplicada, invocando as dificuldades vividas pelas companhias aéreas e a sucessão de penalizações aplicadas por diferentes autoridades.

Em Novembro do ano passado a Comissão Europeia anunciou a decisão de multar 11 companhias aéreas, por participarem num esquema que fixou entre elas as tarifas e as sobretaxas da carga aérea, entre 2004 e 2006.

O montante global das multas ascendeu a 799 milhões de euros. A Cargolux foi multada em 79,9 milhões de euros e a Cathay Pacific em 57,12 milhões. Juntas, a Air France-KLM foram as mais castigadas, tendo de pagar 310 milhões de euros. À British Airways couberam 104 milhões.

As penas são pesadas mas não se comparam às aplicadas nos EUA, onde 18 companhias já foram sentenciadas a pagarem 1,6 mil milhões de dólares, e quatro executivos acabaram na cadeia.

Comments are closed.