Até ao final do ano, a Carris espera receber 100 dos 250 novos autocarros com que a Câmara de Lisboa se comprometeu a dotar a empresa há um ano.

Foi a 1 de Fevereiro de 2017 que a operadora pública de transportes da capital passou para as mãos da autarquia. Então, Fernando Medina, presidente da Câmara de Lisboa, comprometeu-se para os três anos seguintes com a aquisição de 250 novos autocarros, a contratação de 220 motoristas, a criação de 21 linhas, a atribuição de passes gratuitos a todas as crianças até aos 12 anos e de descontos para os idosos.

Um ano volvido, o balanço é francamente positivo, garantiu uma fonte da empresa à “Lusa”. Foram contratados “126 trabalhadores, dos quais 102 são tripulantes” e instituídos “passes gratuitos para crianças e
descontos de 25% para estudantes dos 18 aos 23 anos e de 60% para idosos”.

Além disso, “a oferta da Carris cresceu 2,5%, sendo que nos últimos meses do ano esse crescimento ganhou outra expressão, terminando com um aumento de 5,9% no mês de Dezembro. Durante o último ano, a Carris reforçou a carreira 15 e 28, aumentou a sua fiabilidade com uma redução das interrupções de serviço na ordem dos 50% e lançou cinco carreiras de bairro”, disse a mesma fonte.

Do lado da procura,  a empresa transportou 122,4 milhões de passageiros com título válido. “Verificou-se um crescimento dos clientes no último trimestre de 2017 face ao mesmo período de 2016, sendo que o aumento da procura de passageiros com título válido foi de 4,3%”.

Investimentos de 57 milhões

Para o ano em curso, os investimentos previstos rondam os 57 milhões de descontos. Com destaque para a compra de novos autocarros.

“Já foram lançados dois concursos públicos para a aquisição de novos autocarros. Trinta e sete autocarros médios a diesel e 165 veículos a gás natural comprimido (125 standard e 40 articulados). Prevê-se a entrega de 100 desses novos autocarros até final de 2018”, notou a fonte oficial da empresa.

Ainda no primeiro trimestre “será apresentada a ‘app’ Carris, com informação em tempo real útil aos clientes e, até ao final do Verão, toda a frota estará equipada com ‘wi-fi'”, acrescentou.

Apostas para manter serão “a contratação de novos trabalhadores, continuar a apostar no desenvolvimento das
carreiras de bairro e na expansão da rede de eléctricos”.

 

Tags:

Os comentários estão encerrados.