A Comissão Europeia deu, ontem, luz verde ao plano da Alemanha de incentivos à mudança modal do transporte de mercadorias do rodoviário para o ferroviário.

Alemanha incentiva mudança das cargas para a ferrovia

O plano alemão prevê que seja aplicado um total de 350 milhões de euros entre 2018 e 2023.

A subsidiação será atribuída sob a forma de compensação aos transportadores ferroviários de até 45% do valor das taxas de uso da infra-estrututura que pagam. A ideia é que os operadores passem esses benefícios aos clientes.

“O plano é benéfico para o ambiente e para a mobilidade, uma vez que apoia o transporte ferroviário, que é menos poluente do que o transporte rodoviário, ao mesmo tempo que reduz o congestionamento rodoviário”, refere o comunicado de Bruxelas.

A comissária europeia da Concorrência, Margrethe Vestager, considera que “promover a mudança do transporte de mercadorias por estrada para o caminho-de-ferro é uma das muitas medidas que a Europa deve tomar para ajudar a melhorar a nossa pegada ambiental. O plano de ajuda alemão faz exactamente isso: garante que os benefícios sejam repassados aos clientes e contribui para o cumprimento dos objectivos ambientais e de transportes da UE, sem distorcer a concorrência de forma indevida”.

 

 

Os comentários estão encerrados.