A Comissão Europeia recomendou hoje a Portugal investir nos portos e nas ligações ferroviárias a Espanha para ajudar às exportações.

As recomendações de Bruxelas são feitas no âmbito da análise semestral que é feita a todos e a cada estado-membro. No caso português, tendo por referência o Programa Nacional de Reformas e o Programa de Estabilidade apresentados por Portugal em Bruxelas.

Segundo o Executivo comunitário, “as insuficientes ligações marítimas e ferroviárias criam barreiras às empresas exportadoras”, que não lhes permitem “beneficiar na plenitude do potencial do mercado único” europeu, ao mesmo tempo que geram “disparidades regionais”.

No domínio marítimo-portuário, a Comissão sugere a realização atempada dos investimentos nos novos terminais de contentores de Sines e do Barreiro (que erradamente identifica como Terminal Vasco da Gama) e a conclusão dos investimentos no aumento da capacidade dos portos de Viana do Castelo, Leixões, Aveiro, Figueira da Foz e Setúbal.

Já no que toca à ferrovia, Bruxelas fala numa “subutilização das conexões com Espanha”, sugerindo um “plano ibérico abrangente”, que elenque os passos a dar, os terminais e as ligações fronteiriças necessárias para Portugal tirar partido da modernização da rede ferroviária espanhola.

 

Comments are closed.