Algumas centenas de camionistas portugueses continuam parados em estradas francesas por causa dos protestos contra o aumento das taxas de combustível, disse à “Lusa” o presidente da ANTP.

Protestes dos coletes amarelos retêm camionistas portugueses em França

 

“Algumas centenas de camionistas portugueses ainda estão “presos” em várias regiões de França por causa dos protestos dos “coletes amarelos”. Alguns estão parados por causa de bloqueios ainda existentes e outros por causa de estradas que foram interditadas pelas autoridades devido a danos”, indicou Márcio Lopes.

De acordo com o presidente da ANTP, “os “camionistas estão a aguardar que a situação melhore e que lhes sejam fornecidas alternativas para poderem circular”.

O fim de semana ficou marcado em França por violentos protestos do movimento dos “coletes amarelos”, sobretudo por desacatos em Paris e por actos de vandalismo no Arco do Triunfo.

No domingo, um condutor morreu em Arles (sudeste de França) depois de embater num veículo pesado numa fila de trânsito provocada por uma coluna de ‘coletes amarelos’. Este acidente aumentou para três o número de mortes relacionadas com os protestos iniciados há três semanas por pessoas que envergam coletes amarelos florescentes.

O primeiro-ministro francês, Édouard Philippe, iniciou entretanto uma ronda de reuniões com os dirigentes dos partidos políticos e procurar uma saída para a crise dos “coletes amarelos”, que continuam em protesto em diferentes partes do país.

 

 

Comments are closed.