O centro logístico de San Lázaro, em Mérida, planeia abrir, ainda em Fevereiro, uma ligação entre Lisboa e Madrid. Objectivos: aumentar as cargas movimentadas e reduzir a dependência do porto nacional.

No primeiro ano de actividade, aquele centro logístico, gerido por uma entidade participada em 20% pela portuguesa ALB, movimentou cerca de cinco mil contentores com destino a Lisboa. Com a nova ligação a Madrid, esse número poderá subir para 10 mil a 12 mil contentores já em 2015.

Em declarações à imprensa local, o assessor do Comércio, Indústria e Turismo do Ayuntamiento de Mérida justificou o interesse da ligação a Madrid com o aumento dos volumes a movimentar e com a possibilidade de aceder, através da capital, aos demais portos espanhóis, com isso reduzindo a dependência de Lisboa.

No primeiro ano, realizaram-se uma média de três comboios semanais entre Mérida e Lisboa. O preço de cada comboio ronda os sete mil euros. A tracção em território português é assegurada pela CP Carga. O serviço para Madrid deverá arrancar com uma composição diária em cada sentido.

Até aqui a mercadoria mais movimentada foi o tomate, exportado por Lisboa, mas a médio prazo também o vinho e resíduos poderão ser encaminhados por ferrovia.

A ALB (Grupo Conteparque) detém 20% da Desarollo Logístico Extremeño, a entidade gestora da plataforma de Mérida.

Tags:

Comments are closed.