O troço Luena – Luau dos Caminhos-de-Ferro de Buengela, Angola, será inaugurado amanhã, após os trabalhos de reconstrução que se prolomngaram por vários anos.

Com a inauguração deste último troço, junto à fronteira com a República Democrática do Congo, fica mais próximo o escoamento dos minérios daquele país vizinho através do porto do Lobito.

Citado pela “Angop”, o ministro dos Transportes de Angola disse que a região de Catanga, na República Democrática do Congo, está a produzir mais de um milhão de toneladas de cobre por ano, minério que será transportado pelos comboios dos Caminhos-de-Ferro de Benguela e depois embarcado no porto do Lobito.

“Trata-se, por isso, de uma oportunidade de negócio para Angola”, salientou Augusto da Silva Tomás.

O governante sublinhou, por outro lado, que Angola disporá até ao final do ano de 17 aeroportos modernos, um dos quais no município do Luau, província do Moxico, no âmbito do programa nacional de construção, recuperação e modernização das estruturas aeroportuárias do país.

O ministro falou à margem da inauguração do Gabinete Técnico do Corredor do Lobito, que tem por missão apoiar os transportes ferroviário, marítimo, aéreo e terrestre a partir da cidade do Lobito, província de Benguela.

O caminho-de-ferro de Benguela tem uma extensão de 1 344 quilómetros, do Lobito ao Luau.

 

Tags:

Comments are closed.