O caminho-de-ferro de Moçâmedes, em Angola, iniciará dentro de duas semanas o transporte em larga escala de madeira do Cuando Cubango para o Namibe, passando pelo Lubango, anunciou o presidente da Caminho-de-Ferro de Moçâmedes (CFM).

Angola - Linha de Moçâmedes

Em simultâneo, acrescentou Daniel Quipaxe, em declarações à “Angop”, está a ser montada uma operação de transporte de granito negro e de outras rochas ornamentais da Huíla para o porto de Namibe, “operação já em curso mas ainda de forma tímida.”

Para estas duas operações, a CFM irá criar um porto seco em Arimba, nos arredores do Lubango, e outro em Sacomar, no Namibe, onde a mercadoria será descarregada e levada directamente para os navios indicados pelos clientes, apontou Daniel Quipaxe.

A Caminho-de-Ferro de Moçâmedes transporta mensalmente 15 mil toneladas de carga e mil passageiros, em 32 composições, entre as cidades de Menongue, Lubango e Namibe.

O material circulante da CFM é constituído por 16 locomotivas (sendo que apenas nove estão operacionais), 166 vagões, 54 carruagens e quatro furgões. A empresa emprega 1 449 trabalhadores. A linha tem uma extensão de 860 quilómetros (com 56 estações), incluindo os ramais da Jamba e Chamutete.

Tags:

Comments are closed.